22 de fev de 2011

Sou outra


E naquela tarde,
tudo o que eu precisava era isso.
O que busco incansavelmente.
Que me tira o sono, me faz chorar.
E parece tão fácil, tão meu.
Mas que minhas mãos não chegam.
Não sentem.
Ou sentem demais e não deveriam.
Excesso infeliz.
Seria tão mais fácil se assim não fosse.
É o que mais quero, mais desejo.
Meu sonho.
Tão fútil para você.
Minha essência destruída.
O rosto em cacos destrói-se.
Tão perto e longe,
uma esperança de dor.
Voltar ao passado?
É tarde demais, sou outra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pelo seu comentário.
Volte sempre! ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...